Outros Textos
- A Primeira Profecia Maia
- Anjos
- Consciência Kamansh
- Considerações sobre a fé
- Prece à Mãe Terra (de um Xamã norte-americano)
- A Segunda Profecia Maia
- A Terceira Profecia Maia
- A Quarta Profecia Maia
- A Quinta Profecia Maia
Prana - Energia da Vida
O Prana ou Energia Prânica é a única energia sutil visível a todos os olhos físicos. Qualquer indivíduo interessado em vê-la tem esta possibilidade e poderá perceber que o Prana está sempre presente ao nosso redor dando-nos a força, a vitalidade necessária para a nossa vida no plano físico e energético. A palavra Prana vem do sânscrito e significa Energia Vital. É conhecida também como Orgone, Chi ou Ki.
É muito fácil ver esta energia. Se formos a uma janela onde teremos a visão de uma parte do céu (de preferência sem o sol na frente para não ofuscar com a sua luminosidade) e ficarmos com os olhos relaxados, suavizados e olhando um determinado ponto no céu durante alguns minutos, veremos pequeninas bolhas, parecendo bolhas de sabão, com um corpo transparente e redondo, tendo um contorno mais escuro no círculo e no seu núcleo central. Estas bolhinhas levitam de um lado para outro, para baixo e para cima, com movimentos leves e rápidos. Continuando a nossa atenção, veremos que estas bolhinhas darão lugar a pequeninos pontos luminosos fluorescentes, como pingos prateados brilhantes, em enorme quantidade que se manifestam em diversas direções, sem gravidade. Estes pingos prateados são a energia da qual falamos. Vivemos mergulhados num mar de Prana e daí provém toda a energia vital, toda a manifestação de vida dos reinos mineral, vegetal, animal e hominal. Somos inteiramente dependentes desta fonte de energia e dela nos alimentamos diariamente, com a exposição natural à luz do dia.
Esta energia é emanada pelo sol que considero a mãe do nosso sistema solar. É ele que fornece a vida. Dele vem a abundância desta energia que se dá durante o dia, com a luminosidade que chega a nós. Paises, regiões, cidades que recebem maior luz por conta da posição geográfica e condições climáticas são favorecidos em maior quantidade de Prana, resultando em diferentes comportamentos sócio-culturais. As pessoas se tornam mais vitais, alegres, espontâneas, saudáveis, cantantes, dançantes. O contrário se manifesta com tristeza, depressão, doenças, dores físicas e em alguns lugares com índice elevado de suicídio motivado por depressão.
Atenas (Grécia) e Salvador (Brasil) são consideradas primeira e segunda cidades mais luminosas do planeta, portanto, as mais ricas em energia vital. Talvez isto possa explicar a alegria do baiano, a vitalidade física e energética e a espontaneidade, permitindo que se torne um povo amigo, social e posso arriscar dizer, feliz. Um brinde à Vida !

Saúde !
Muita Paz!